Data

Categorias

Tags

Realidade Aumentada na Produção

Os óculos do futuro agora

O óculos de realidade aumentada ajudam-nos no dia a dia, para corrigir a falta de visão ou para nos proteger por exemplo do sol.

Mas saiba que já existem outros tipos de óculos que nos podem ajudar a tarearmo-nos mais produtivos e cirúrgicos. Os óculos de realidade aumentada estão aí e podem ser parceiros muito valiosos. Estes novos óculos realçam o ambiente com informação auxiliada por computador. As inovadoras tecnologias com realidade aumentada (AR) oferecem-nos novas e diferentes formas de olhar para o dia a dia e também em particular para o mundo do trabalho do presente e do futuro.

Estes inovadores óculos de AR inserem dados auxiliados por computador diretamente no campo de visão do utilizador. Depois estes utilizadores conseguem obter informação adicional em tempo real – desta forma as observações relativas à operação ou instruções por exemplo de uma reparação, poderão ser disponibilizadas no campo de visão dos óculos do utilizador a partir de um membro da equipa de atendimento ao cliente. O utilizador dos óculos poderá ver a área apresentada sobreposta à visão do mundo real.

Destaca-se que esta tecnologia de realidade aumentada não estará disponível somente nos óculos de AR. Outros equipamentos como por exemplo os smartphones também podem enriquecer as gravações da câmara em tempo real com informações.

Óculos de AR HoloLens da Microsoft

Este sistema foi desenvolvido para um trabalho automatizado preciso e eficiente. Por exemplo; na indústria estima-se que este sistema pode ajudar a ganhos de eficiência na ordem dos 90%, ou na saúde a 30% na diminuição do tempo de internamento.

É um dispositivo holográfico, autónomo, ergonómico e sem fios, com várias aplicações ao nível empresarial que estão prontas para aumentar a precisão e o rendimento do utilizador.

Este sistema permite aos seus utilizadores dos óculos de AR HoloLens da Microsoft estarem numa chamada de vídeo enquanto circulam pelas divisões. A pessoa a quem estão a fazer a chamada poderá acompanhar nos movimentos, entre paredes, mobiliário e janelas. Depois os movimentos de mãos podem ser usados para colocar janelas de ambiente de trabalho partilhadas em determinadas paredes. Também as janelas adaptam-se às superfícies.

Os sensores são essenciais a esta tecnologia. Para os óculos de AR, os sensores da câmara ótica podem digitalizar as superfícies. Também trabalham em conjunto com sensores não óticos que determinam a rotação, aceleração ou os dados de localização.

Sensores e ecrã – interação e optimização em tempo real –

O ecrã é o elemento nuclear dos óculos de AR. É necessário a existência de um sistema especifico que analise e acerte a relação entre os olhos do utilizador, o ambiente e o ecrã em tempo real.

Em resumo é necessário um ajuste personalizado do sistema ao utilizador. Esta calibrarão do equipamento irá permitir que os objetos virtuais correspondam em formato e localização aos artigos e às superfícies no mundo real, ou, pelo menos, orientarem-se com base neles.

Um sistema de rastreamento determinará a posição precisa dos óculos. Também os sensores instalados irão detetar o mais ínfimo dos movimentos e ajustá-lo ao ecrã em tempo real. Desta forma existe uma atualização dos objetos virtuais se o utilizador do sistema mover a cabeça. A experiência eficiente de AR está dependente de uma sobreposição precisa e em tempo real entre os mundos virtual e real.

Partilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Artigos Relacionados